Musica no blog

contador de visitas
contador de visitas

domingo, novembro 20, 2011

Questionário de patologia


Questionário de patologia


1. Qual a função do sistema circulatório?

É o responsável pela condução, distribuição e remoção das mais diversas substâncias dos e para os tecidos do corpo.

2. Relacione as diferenças entre veias, artérias e capilares.

Artérias-tem um calibre mais grosso que as veias e levam para os tecidos sangue rico em oxigenio e nutrirntes.
Veias fazem a drenagem do sangue pobre em oxigênio e nutrientes. sua parede endotelial é menos espessa que a parede endotelial das arterias.
capilares- tem esse nome por serem tão fino quanto um fio de cabelo.


3. Segundo Guidugli-Neto (1997), os fluidos do corpo transitam por três Compartimentos, quais são eles?

intracelular, intersticial e intravascular


4. O que é HEMEOSTASIA e qual sua função?
Processo fisiológico envolvido na fluidez do sangue e com o controle do sangramento quando ocorre lesão vascular

5. Quais os tipos de alterações podem ser agrupadas dentro dos distúrbios circulatórios.

alterações hídricas intersticiais (edema), alterações no volume sangüíneo (hiperemia, hemorragia e choque) e alterações por obstrução intravascular (embolia, trombose, isquemia e infarto)


6. Assinale verdadeiro ou falso sobre a hiperemia:

a. V Ao contrário da isquemia, a lesão tecidual de causa hiperêmica é resultado de uma excessiva quantidade de sangue no local, inundando essa região.
b. VA intensificação do aporte sanguíneo, citado no conceito, caracteriza a hiperemia do tipo arterial ou ativo.
c. VO grande volume de sangue presente nesse caso provoca eritema, pulsação local e calor.
d. V A hiperemia é acompanhada de prévia isquemia ou pode estar sob a tríade isquemia-hiperemia-inflamação.
e. FEste é causado por uma diminuição do aporte sanguíneo periférico devido a perda excessiva de sangue. .(essa característica esta ligada a hemorragia)

7. O que é Hiperemia ou congestão?

Aumento do volume de sangue em uma região por intensificação do aporte sangüíneo ou diminuição do escoamento venoso

8. Cite duas diferenças entre a hiperemia ativa e a passiva?

Hiperemia ativa-geralmente acontece nas artérias; pode ser fisiológica ou patológica; geralmente é aguda; nessa acontece uma vasodilatação das artérias aumento o aporte sanguíneo daqule local.
Hiperemia passiva-geralmente acontece nas veias, vênulas e capilares; acontece pela dificuldade na drenagem venosa; nas hiperemias de alguma duração, são frequentes processos degenerativos, focos de necrose, fibrose e edema; a região comprometida pode tornar-se cianótica, pela falta de oxigênio nas hemácias.

9. Explique as causas de cada tipo de hiperemia que estão citadas abaixo:

1) Hiperemia arterial: órgãos em atividade( fisiológica), inflamação, queimaduras, radiação, venenos(patológicas)

2) Hiperemia venosa: interferência na drenagem venosa devido a doenças primárias ou secundárias a região.

10. Quais as consequências da hiperemia venosa?
Trombose venosa; edema; hemorragias (por diapedese e ruptura de pequenos vasos); degenerações(pela hipóxia) e às vezes necrose.

11. Complete:

“Saída do sangue do espaço vascular para o compartimento extravascular (cavidade ou interstício) ou para fora do organismo.” _____ HEMORRAGIA __________.

13. Assinale verdadeiro ou falso sobre a hemorragia:

a. VO grande risco de uma hemorragia, é a possibilidade da ocorrência de um choque. O risco seguinte, é a possibilidade de uma infecção.

b. V Quando há hemorragia, as paredes das vasos sanguíneos contraem-se quase imediatamente. Isto reduz as perdas de sangue, mas apesar disso a hemorragia não pára. Uma célula especial do sangue, as plaquetas sanguíneas, iniciam as reparações temporárias dos estragos. Outras células iniciam as reparações definitivas com tecidos cicatrizantes.

c. FA patogenia da hemorragia não se relaciona com a parede vascular.
A patogenia da hemorragia se relaciona principalmente com a parede vascular. A passagem dos elementos sangüíneos através dessa parede (mecanismo denominado de diapedese), devido a descontinuidade desta ou sua erosão, constitui a etiopatogenia do processo hemorrágico.


d. FO aumento da permeabilidade vascular sem lesão prévia não pode provocar a saída de hemáceas para fora do sistema vascular. O aumento da permeabilidade vascular sem lesão prévia também pode provocar a saída de hemáceas para fora do sistema vascular.

e. VSe a perda de sangue for local e não envolver órgão vitais, as hemorragias não possuem maiores significados clínicos pois a massa sangüínea é reabsorvida sem grandes complicações. Dependendo da extensão, podem causar pigmentação endógena ou até mesmo fibrose cicatricial. Se, por outro lado, a hemorragia for sistêmica, pode originar o choque hemorrágico.

f. V pequenas hemorragias podem gerar efeitos clínicos mais graves, como é o caso das hemorragias cerebrais.

14. Relacione diferenças entre a Hemorragia por rexe ("rotura") e a Hemorragia por diapedese. Hemorragia por rexe- Ocorre por ruptura da parede vascular.
Hemorragia por diapedese- acontece devido ao enfraquecimento da parede endotelial, onde as células se afastam e dessa forma as hemácias passam por esse espaço .


15. Como As hemorragias podem ser classificadas? Quanto à sua origem - capilar, venosa ou arterial

Quanto à visibilidade – externa - quando o sangue é visível; interna - não é visível
Quanto ao volume - Petéquias - pequenas manchas; Equimoses - áreas mais extensas; Hematoma - coleção de sangue, em geral coagulado; Púrpura - empregado para hemorragias espontâneas; Apoplexia - efusão intensa em um órgão em geral cerebral


16. Quais os dois tipos de hemorragias, explique –as.

As hemorragias internas são mais difíceis de serem reconhecidas porque o sangue se acumula nas cavidades do corpo, tais como: estômago, pulmões, bexiga, cavidades craniana, torácica, abdominal e etc.
As hemorragias externas dividem-se em: arterial, venosa e capilar.
Nas hemorragias arteriais, o sangue é vermelho vivo, rico em oxigênio, e a perda é pulsátil, obedecendo às contrações sistólicas do coração. Esse tipo de hemorragia é particularmente grave pela rapidez com que a perda de sangue se processa.
As hemorragias venosas são reconhecidas pelo sangue vermelho escuro, pobre em oxigênio, e a perda é de forma contínua e com pouca pressão. São menos graves que as hemorragias arteriais, porém, a demora no tratamento pode ocasionar sérias complicações.
As hemorragias capilares são pequenas perdas de sangue, em vasos de pequeno calibre que recobrem a superfície do corpo.

17. O que é um trombo? É a massa sólida formada pelo processo de trombose e constituída does elementos do sangue coagulado.

Massa sólida formada pela coagulação do sangue aderidas à parede vascular ou ao endocárdio, com forma e tamanho variáveis.

18. Como os trombos podem ser classificados?

Quanto à composição: brancos (predomínio de plaquetas), vermelhos
(predomínio de hemácias), mistos (mais comuns em capilares ou vênulas).
Quanto à localização no vaso: Murais (na parede vascular ou de cavidades) ou oclusivos (na luz do vaso).
Quanto ao local: arteriais (principalmente na aorta, nos membros inferiores e nas artérias viscerais, cerebrais e coronarianas), venosos(veias), de capilares e arteríolas e cardíacos.

19. Cite a principal diferença entre os trombos: brancos, vermelhos e mistos.

Trombos brancos- formados por fibrinas e plaquetas; são mais comuns em artérias
Trombo vermelho ou de coagulação-formado por hemácias; são mais comuns em veias
Trombo mistos( são os mais comuns de acontecer) – constituído por uma cabeça vermelha,geralmente pequena e por ela o trombo se fixa na parede do endotelio, um corpo/colo no qual aparecem zonas brancas e vermelhas e uma cauda formada por trombo vermelho. São mais comuns nas veias periféricas.
Trombos oclusivos- na luz do vaso
Trombos Murais - na parede vascular ou de cavidades

20. Complete a frase abaixo de acordo com o tipo de trombose:

“Os sintomas mais comuns da ___ Trombose Venosa Profunda __________ocorrem geralmente em uma das pernas, mais comumente nas panturrilhas (batatas das pernas), caracterizando-se freqüentemente pelo início recente dos seguintes sinais clínicos: dor, edema (inchaço) e rubor (vermelhidão) na área afetada (perna ou coxa). Outros sinais são o calor e o empastamento no membro acometido (rigidez da musculatura da panturrilha). Diante de tais manifestações o indivíduo deve ser encaminhado a um serviço médico de emergência, sobretudo pelo risco do quadro evoluir para uma embolia pulmonar.”

21. Quais os fatores de risco para o individuo desenvolver a trombose?

Indivíduos com idade superior a 40 anos (incidência aumenta com a idade);
Obesidade;Varizes;História de trombose anterior (caráter recorrente);
História em membros da família (caráter genético);
Indivíduos portadores de anormalidade genética do sistema de coagulação

22. Complete a frase: “A ____ trombose _________consiste em uma alteração circulatória oriunda de uma reação hipermétrica (heterométrica) do sistema de coagulação ou de hemostasia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário